68 ANOS: Empresário acusado de matar padrinhos de casamento no dia da festa é condenado

10
Empresário acusado – Foto: Artur Lira/TV Paraíba

O empresário Nelsivan Marques de Carvalho, acusado de mandar matar os padrinhos no dia do próprio casamento em Campina Grande, foi condenado a 68 anos de prisão. A decisão do 2º Tribunal do Júri foi lida pelo juiz Horácio Ferreira de Melo, na noite desta segunda-feira (09). 

O caso aconteceu no dia 29 de março de 2014, quando Washington Luiz Alves de Menezes e Lúcia Santana Pereira foram assassinados a tiros na saída da festa. Maria Gorete Alves Pereira foi considerada inocente pelos jurados.

Durante o julgamento, a defesa de Nelsivan alegou que não havia provas suficientes da participação dele nos crimes, mas os argumentos não convenceram os jurados.

Condenados – Dos seis denunciados pelo MP, três já foram julgados. Franciclécio de Fárias Rodrigues foi condenado a 54 anos e seis meses de reclusão em regime inicialmente fechado. Gilmar Barreto da Silva foi condenado a 37 anos e quatro meses de prisão. Já Samuel Alves da Silva deverá cumprir uma pena de 42 anos de reclusão.

Blog Pleno Poder/ Jornal da Paraíba

LEIA TAMBÉM

“Você mente a toda a hora”, acusa Julian Lemos em lição de moral a Eduardo Bolsonaro

Compartilhar

Enquete

Você é CONTRA ou A FAVOR de encerrar a quarentena do COVID-19?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp