Animais que Nelson alimentava em CG sofrem com fome, sede e abandono; saiba como ajudar

Nelson alimentando animais de rua – Foto: Neide Fortunato

Depois da repercussão da morte do protetor de animais de Campina Grande, Nelson Silva, o problema da falta de alimentação dos animais que ele ajudava ainda não foi solucionado. Poucos protetores da cidade estão ajudando. Socorro Souza e Kalina Lígia foram até a casa de Nelson e encontraram um irmão dele, Paulo, mais velho, triste e também precisando de ajuda. Já o protetor Walter Tavares se comprometeu em alimentar alguns gatos, mas está precisando de ração.

Socorro disse que se sensibilizou com a situação, não só porque conhecia o protetor Nelson, mas porque há atualmente muitos casos de abandono na cidade. “São milhares de animais se reproduzindo em larga escala pelas ruas e ainda nas casas, onde a população, na certeza de não serem punidas, descartam animais em caixas”, comentou. Por isso, ela foi até a casa do protetor e pegou dois gatinhos novos para tratar, alimentar e depois doar. Mas não foi só os animais que ela viu precisando de ajuda.

“Nesta quinta-feira (19), a protetora Kalina Lígia, que atua voluntariamente no projeto de castração do vereador Janduy, levará três fêmeas de uma parente de seu Nelson para castrar. Então, estamos fazendo o que dá para fazer. E precisamos muito da ajuda de todos, inclusive para dar apoio ao irmão de S. Nelson, que está debilitado e muito triste com a perda, chorando. Eles eram catadores e S. Paulo mora numa casa bem deteriorada”, ressaltou. Veja as fotos do local:

“Este é o local onde seu Nelson vivia com o irmão. Lá não tem fogão, não tem nada. Seu Paulo come o que as pessoas doam. Kalina foi lá agora à tarde (terça, 17) deixar ração para os gatos, caso eles apareçam à noite, e encontrou Seu Paulo sozinho e chorando”, relatou.

Mobilização – Apesar de se informarem sobre a situação, as protetoras e protetores da cidade passam pelos mesmo problemas há anos relacionados ao abandono animal e pouco podem fazer. No grupo Animais Carentes de Campina Grande, todos os ajudantes de animais reclamam da falta de solidariedade e de apoio governamental para a causa animal. O jornalista Walter Tavares, que fez da própria casa um abrigo de animais, também está ajudando com os animais de rua que Nelson alimentava.

Nesta quarta-feira (18), ele postou sobre os locais que está indo deixar ração e pediu para indicarem mais outros pelo Centro. Nelson andava quase todas as ruas centrais espalhando comida para os bichos. Walter pede até as autoridades ou pessoas de mais posses na cidade para investirem no aluguel de uma casa para abrigar as centenas de animais que perambulam pelo Centro. Veja o post de Walter:

Hoje, bem cedo da manhã, resgatei este gatinho de uma casa abandonada na rua João Leôncio, centro de Campina Grande. Era…

Posted by Walter Tavares on Wednesday, September 18, 2019

Rede – Nas cidades brasileiras mais evoluídas, que possuem gestões onde o bem estar animal caminha ao lado de uma sociedade justa e protetora, abrigos são construídos e leis são aprovadas para a proteção animal. Em Campina Grande há somente o tão criticado Centro de Zoonoses municipal como apoio governamental à causa. ONGs e iniciativas individuais são quem fazem o trabalho pesado de resgate, cuidados e alimentação dos animais de rua.

Duas iniciativas que ajudam os animais abandonados são bastante ressaltadas atualmente. Um deles é um projeto voluntário de castração animal do vereador Janduy Ferreira. Centenas de animais já foram castrados pelo projeto, mas é limitado à pessoas de baixa renda e tem pouco poder de alcance. Já o Fórum Municipal de Proteção e Bem Estar Animal vive nos debates sobre as políticas na Câmara de Vereadores.

Todos os envolvidos na causa animal na cidade pedem ajuda, socorro e providências. Quem tiver interesse em ajudar com ração, abrigo, dinheiro ou qualquer outra iniciativa, entrar em contato pelas páginas dos projetos ou falar pessoalmente com quem protege, mas não tem mais condições de sustentar animais. Os telefones e WhatsApps de Kalina, que é coordenadora do Clube 4 Patas, e do vereador Janduy são (83) 98742-3927 e 99106-4892 respectivamente.

Valdívia Costa/ PB Debate

LEIA TAMBÉM

Protetor de animais de CG, Nelson, morre e bichos de rua que ele alimentava ficam sem ajuda

Compartilhar