Associação explica ‘greve branca’ da polícia na Paraíba

34
Foto: Reprodução

A presidente da Associação dos Técnicos em Perícia e Necrotomistas da Polícia Civil (Atenepol), Germana Honório, falou como vai funcionar a greve decidida nesta quarta-feira (5) pela categoria na Paraíba.

De acordo com ela, a chamada greve branca já foi iniciada e as atividades irão funcionar apenas em 5% de sua totalidade, voltando a atenção, principalmente, para flagrantes. No entanto, os 5% serão atingidos de forma progressiva.

“Da parte da Polícia Militar, os guardas reservas não vão tirar guarda e vão entregar os extras, e a gente também”, disse.

Ainda de acordo com Germana, alguns servidores já estão em vigília e irão continuar até que o governo apresente uma proposta satisfatória, que, até o momento, ainda está muito distante. “Há um ano a gente vem nessas tratativas, desde abril do ano passado. A gente já fez planilha, já desfez”, afirmou.

A representante pontuou ainda que a categoria não está sendo truculenta, nem intransigente, uma vez que a polícia vem, há 8 anos, diminuindo os índices de criminalidade no Estado.

VEJA TAMBÉM:

Casa de prefeita paraibana é incendiada e Polícia suspeita de ação criminosa

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp