Bolinha diz que se PMCG economizar nas contratações dá para abastecer viaturas da Guarda Municipal

Depois de uma declaração do vice-prefeito Ronaldo Cunha Lima Filho, em que ele sugere ao empresário Arthur Almeida, o Bolinha, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) doe combustível à Guarda Municipal de Campina Grande. Ronaldinho fez a sugestão depois que o empresário criticou a falta de infraestrutura da Guarda, que sequer possuía como abastecer as duas viaturas existentes.

De acordo com o vice-prefeito, a crise está prejudicando todas as esferas públicas, incluindo a municipal e a estadual. “– Eu faria uma proposta ao prefeitável Bolinha, por quem eu tenho muito respeito. Já que ele está cobrando e colocando isso, por que ele, como um empresário muito bem sucedido, não faz uma doação mensal para resolver esse problema e abastecer as viaturas?”.

Em resposta a Ronaldo Cunha Lima Filho, Artur Bolinha também deu uma sugestão: “Se a Prefeitura diminuísse o número de cargos comissionados ou aqueles que recebem sem trabalhar sobraria dinheiro para abastecer a Guarda Municipal. Eu não vou me furtar a ajudar Campina naquilo que ela precisar, embora eu pague meus tributos e gere empregos. Só não entendo como uma Prefeitura com orçamento anual de aproximadamente R$ 900 milhões e que apesar da atual crise econômica continua fazendo contratações, mas não tem dinheiro para combustível”, declarou.

ParaibaDebate

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *