Cine-teatro São José retoma as atividades do ‘Quintas Dialógicas’, com Valéria Rezende

Valéria – Foto: Adriano Franco

O Cine-Teatro São José, no bairro de mesmo nome, em Campina Grande, no Agreste da Paraíba, retoma esta semana uma das atividades artísticas. É o “Quintas Dialógicas”, que recebe a escritora premiada Maria Valéria Rezende. O programa de debates será nesta quinta-feira (6), às 20h. Ela falará do seu último livro, Carta à Rainha Louca. A entrada será gratuita.

Segundo o diretor de Música do Cine, Toninho Borbo, o debate de retorno ganhou uma literata das mais atuantes na Paraíba. “Maria Valéria Rezende é uma das autoras da Paraíba que vale a pena ler, ouvir e interagir. É uma mulher que já viveu muitas histórias, acumulou muitos conhecimentos e vive disposta a nos ensinar”, disse. Ele convida a todos a participar da palestra.

Toninho lembrou ainda que o espaço ganhou uma nova reforma, pintura e equipamentos. “É o momento também da sociedade de Campina Grande ir ver o espaço, que é grande e está aberto à produção local, seja na música, no teatro, no cinema ou na literatura. O Cine é um equipamento que tem realizado ações de sua mantenedora, a Fundação Espaço Cultural (Funesc), como o Quintas Dialógicas, como também abre o espaço às produções locais. Desde que foi criado em 2015, o programa já realizou mais de 60 debates”, falou.

Novo livro da escritora

Escritora – A escritora Maria Valéria Rezende integrou a direção nacional da Juventude Estudantil Católica e, após o golpe de 1964, abrigou na sua casa militantes que lutavam contra o Regime Militar. Entrou para a Congregação de Nossa Senhora – Cônegas de Santo Agostinho em 1965. Ela graduou-se em Língua e Literatura Francesa pela Universidade de Nancy e em Pedagogia pela PUC-SP.

Fez mestrado em Sociologia na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Na década de 1960 começou a atuar em diferentes regiões do país e em todos os continentes, em programas de formação de educadores. Viveu no Sertão de Pernambuco e em Recife/Olinda de dezembro de 1972 a 1976. Mudou-se para a Paraíba em 1976, para o Brejo paraibano. Desde 1988, ela mora em João Pessoa.

Como escritora, Valéria publicou vários livros e artigos de não ficção. Estreou na literatura em 2001, com o livro Vasto Mundo. Ganhou o Prêmio Jabuti de 2009, na categoria literatura infantil, com No risco do caracol. Em 2013, ganhou na categoria juvenil, com Ouro dentro da cabeça e em 2015 nas categorias romance e Livro do Ano de Ficção, com Quarenta dias.[

Em janeiro de 2017, recebeu o Prémio Casa de las Américas pelo livro Outros Cantos. Pelo mesmo romance, ganhou o Prêmio São Paulo de Literatura e o terceiro lugar no Prêmio Jabuti em novembro de 2017.

Serviço

Evento: Quinta Dialógicas – Maria Valéria Rezende;

Data: Quinta-feira (6);

Hora: A partir das 20h;

Local: Cine-teatro São José, na Rua Lino Gomes, São José, Campina Grande-PB.

Entrada: Gratuita

Valdívia Costa/ PB Debate e Wikipedia

LEIA TAMBÉM:

30º Salão do Artesanato será lançado hoje (4), evento começa dia 12 em CG

Compartilhar