Contrato só será renovado se empresa oferecer boa estrutura no São João, assegura secretário da PMCG

O secretário de Administração de Campina Grande, Paulo Diniz, fez explicações sobre a parceria público-privada da Prefeitura Municipal de Campina Grande com a empresa Aliança.

Segundo ele, a parceria estabelece que a diferença entre a previsão e efetivação da captação dos recursos, que antes era paga pela PMCG, agora seja paga pela empresa parceira.

“A Prefeitura vai economizar algo em torno de R$ 6 milhões. O São João continua sendo gratuito para toda população, tanto campinense, quanto os turistas que vêm participar desse evento grandioso. Aquele microempresário que tinha sua barraquinha, o prefeito também pensou nesse pessoal, ou seja, a empresa que está tomando de conta do evento como parceira da Prefeitura vai cobrar exatamente o mesmo valor do ano anterior”, disse.

Paulo afirmou que haverá melhorias na coordenação, pois terá que ter equipe para acompanhar o evento.

O secretário elencou os quesitos para que a PMCG renove o contrato com a empresa Aliança para prosseguir à frente da gestão do evento.

“A estrutura da licitação foi montada para que possibilite a renovação durante os próximos quatro anos, mas isso depende exclusivamente da estrutura que esta empresa oferecer para a Prefeitura e para o povo campinense. Se a qualificação for a esperada, se elevar esse padrão para o São João de 2017, ela terá seu contrato renovado para 2018 e para 2019. Mas, na improvável hipótese do serviço prestado não for o esperado da população campinense, esse contrato não será renovado”, frisou.

Redação com PB Online

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *