Cova e roupas de vítima de feminicídio são encontradas pela Polícia

6
Foto: Polícia Civil

Feminicídio. O crime que chamou atenção da Paraíba pelos requintes de crueldade que envolveu todo o plano pós-assassinato. A vítima morreu no dia 3 de junho do ano passado.

Primeiro a Polícia tomou conhecimento do desaparecimento da adolescente Ana Katarina, de 17 anos. Depois, as investigações apontaram de que a jovem teria sido assassinada. No desenrolar das investigações e ciente de que a Polícia se aproximava da resolução do crime, o suspeito teria desenterrado o corpo, levado a outra cidade e tentado carbonizá-lo para só depois enterrá-lo novamente.

Após tentar queimar o corpo de Katarina, a Polícia diz que o acusado jogou a ossada às margens da BR-412, na cidade de Boa Vista.

Os agentes da Polícia Civil localizaram nesta quarta-feira (24) a primeira cova onde a vítima teria sido enterrada. Também foram encontradas as roupas que ela teria usado no mesmo dia em que desapareceu, no município de Soledade. Roupas estas reconhecidas pela mãe de Katarina.

Segundo a Polícia, o namorado de Katarina, de 21 anos, é o principal suspeito. Ele está preso desde o dia 4 de abril.

Redação Paraíba Debate com informações do Paraíba Agora e Polícia Civil

VEJA TAMBÉM:,

Arrastão em ônibus é registrado na tarde desta quarta-feira (24) em Campina

Compartilhar

Enquete

Você é CONTRA ou A FAVOR de encerrar a quarentena do COVID-19?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp