Documentário dirigido por estudante campinense traz experiências de mães com filhos gays

O documentário é dirigido por Henrique Chaves.

Meu filho é gay, e daí? é um vídeo-documentário criado e dirigido por Henrique Chaves, aluno concluinte do curso de Arte e Mídia (UFCG). A produção traz mães falando sobre suas experiências ao descobrir e conviver com a homossexualidade dos seus filhos dentro de casa. Vemos muitos produtos que trazem a temática homossexual como base em suas narrativas, e em sua grande maioria, o foco são os jovens e o indivíduo gay, porém, neste documentário, o papel principal fica por conta das mães.

Ao longo do documentário, elas falam sobre suas diferentes reações, os sentimentos que sentiram e como aprenderam a lidar com o fato de ter um filho gay. Entre suas histórias e lembranças, também tocam em assuntos importantes, como o medo que possuem dos seus filhos viverem em uma sociedade homofóbica, e ainda deixam uma mensagem especial para todos os pais que ainda não aceitaram a sexualidade dos seus filhos.

A ideia de criar este documentário surgiu a partir da vivência do próprio diretor do projeto com a sua família e em como a homossexualidade foi tratada dentro da sua casa. O intuito é ajudar jovens e seus familiares e lidarem com a homossexualidade de uma forma mais fácil e natural, mostrando que os laços de sangue e afeto são maiores do que qualquer tipo de preconceito.

O vídeo-documentário Meu filho é gay, e daí? teve sua estreia ontem (28) no Mini Teatro Paulo Pontes, e contou com uma exibição para mais de 100 pessoas. As mães que aparecem no documentário estavam presentes no evento, e falaram com o público sobre suas trajetórias de superação do preconceito, e do amor incondicional que possuem por seus filhos. A estreia na internet deMeu filho é gay, e daí?” está prevista para o mês de novembro.

Confira reportagem sobre o documentário clicando AQUI!

Conheça a página do projeto no facebook.

Redação

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *