Em Campina: Policial reformado é preso por ajudar assassino de radialista fugir

Imagem: Reprodução/ TV Borborema

Foi preso na manhã desta terça-feira (09), no Bairro das Malvinas, em Campina Grande, o policial militar reformado Mário Lúcio de Oliveira, 49 anos. Segundo a polícia, ele é suspeito de ajudar o empresário Roberto Vicente Correia do Monte a fugir após assassinar com um tiro no peito o radialista Joacir Oliveira Filho, no dia 30 de maio, em um restaurante no Centro da cidade.

De acordo com a Polícia Civil, Mário Lúcio foi encontrado quando estava trabalhando em um posto de combustíveis. Ele não resistiu à prisão preventiva expedida na tarde da segunda-feira (8) pelo juiz Bartolomeu Correia Lima Filho, juiz presidente do 1º Tribunal do Júri, da comarca de Campina Grande.

Relembre o caso

O radialista Joacir Rocha de Oliveira Filho, 35 anos, foi morto com um tiro no peito dentro de um restaurante no Centro de Campina Grande, no Agreste paraibano. De acordo com a Polícia Militar, o suspeito teria bebido no local e, após pagar a conta, foi até a vítima e atirou. O crime aconteceu por volta das 22h do dia 30 de maio.

Joacir chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Trauma, mas já estava sem vida. Nada da vítima nem do estabelecimento foi roubado. Joacir era filho do jornalista Joacir Oliveira e irmão dos também radialistas Cléber Oliveira, César Ricardo e Caju Oliveira.

Um dia após cometer o crime, o empresário Roberto Vicente Correia do Monte foi preso. Em depoimento ele confessou ter matado o radialista e informou que a causa da morte foi uma discussão banal.

VEJA TAMBÉM:

Professor suspeito de assediar alunas é afastado da rede pública de ensino

Compartilhar

Enquete

Cotações

  • Dólar TurismoR$ 4,3200
  • LibraR$ 5,4471
  • Peso Arg.R$ 0,0694
  • BitcoinUS$ 7.245,0800

Denuncie pelo WahtsApp