Empresário paraibano Jocélio Costa, do Bar do Cuscuz, será homenageado pelo Senado Federal

Hulk e Jocélio (Foto: Reprodução)

O empresário paraibano Jocélio Costa Barbosa, proprietário do ‘Bar do Cuscuz’, será homenageado pelo Senado Federal com o diploma José Ermírio de Moraes. A entrega da honraria ocorrerá em Sessão Especial do Senado, a ser realizada no início do mês de julho, em data ainda a ser definida pela Mesa Diretora da Casa.

O nome de Jocélio foi aprovado em votação ocorrida esta semana. Ele foi indicado pelo Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), considerando o histórico da empresa ‘Bar do Cuscuz’ e a sua contribuição para o desenvolvimento econômico e turístico de Campina Grande e da Paraíba, com repercussão nacional.

Ao defender o nome de Jocélio, Veneziano falou sobre o histórico do Bar do Cuscuz, uma empresa que nasceu com caráter familiar, mas que, ao longo dos anos, cresceu e passou a gerar emprego e desenvolvimento econômico e turístico, inicialmente para Campina Grande, depois para João Pessoa e agora, numa terceira fase, para todo o Brasil, já que a empresa está em vias de abrir unidades em 10 estados brasileiros e no Distrito Federal.

“Jocélio Costa é proprietário do famoso ‘Bar do Cuscuz’, maior empresa do ramo alimentício e referencial turístico e econômico da Paraíba, com unidades em João Pessoa e Campina Grande. Com início de forma familiar em 1973, e mesmo sendo o maior do ramo no Estado da Paraíba, ainda encontra-se em plena expansão. Já há, por exemplo, a previsão de abertura de novos restaurantes em 10 Estados e no Distrito Federal, o que comprova o esforço e a vocação de Jocélio em contribuir com a geração de empregos, o aquecimento da economia e o progresso do país, mesmo diante das notórias adversidades do mercado, a alta carga tributária suportada pelo setor e demais crises ocorridas nesse período, sem qualquer ajuda governamental”, destacou Veneziano, em sua defesa.

Este ano, além de Jocélio, receberão o Diploma os empresários Carlos Fernando de Carvalho, fundador da Carvalho Hosken S.A., do Rio de Janeiro; Benjamin Steinbruch, fundador do Banco Fibra, a Equity Brasil e o Grupo Vicunha; Genésio Moisés Spillere, empresário catarinense do setor metal-mecânico, com atuação social; João Gonçalves Filho, que atua no ramo supermercados e frigoríficos em Rondônia; Josué Christiano Gomes da Silva, presidente da Companhia de Tecidos Norte de Minas – COTEMINAS; e Saejoo Chang, CEO da Dongkuk Steel Group, maior compradora mundial de placas de aço e acionista com expressiva participação na Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

Sobre o Diploma

O Diploma José Ermírio de Moraes foi instituído em 2010. Trata-se de uma homenagem concedida pelo Senado Federal, anualmente, a empresários ou empresas que tenham prestado relevante contribuição ao crescimento e desenvolvimento econômico e social do país.

O empresário José Ermírio de Morais, que leva o nome do diploma, é pai do também empresário Antônio Ermírio de Morais e avô de Carlos Antonio de Moraes, ambos do Grupo Votorantim. José Ermírio nasceu em Nazaré da Mata (PE), no dia 21 de janeiro de 1900, e faleceu em São Paulo, em 9 de agosto de 1973.

Filho de donos de engenho no Nordeste, José Ermírio formou-se em engenharia nos Estados Unidos. Voltando ao Brasil, foi trabalhar no maior complexo industrial de tecelagem do país, localizado em Sorocaba (SP) – a Sociedade Anônima Fábrica Votorantim -, do industrial português Antônio Pereira Ignácio.

Posteriormente, José Ermírio casou-se com a filha de Ignácio, Helena, e, sob sua administração, o negócio cresceu e se diversificou, tornando-se o atual Grupo Votorantim, que atua nas áreas de cimento, celulose, papel, alumínio, zinco, níquel, aços longos, filmes de polipropileno, especialidades químicas e suco de laranja. Já como um dos maiores empresários do país, elegeu-se senador pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), cargo que exerceu de 1963 a 1971.

VEJA TAMBÉM:

ALPB aprova Medalha Epitácio Pessoa para o presidente Adriano Galdino

Compartilhar