Enivaldo garante que ‘funciona’ sem viagra e comenta possível chapa com Bruno Cunha Lima para prefeito e Lucas Ribeiro vice

Enivaldo Ribeiro, presidente estadual do Progressistas (Foto Walla Santos)

O vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (Progressistas), comentou as eleições de 2020 e afirmou que o grupo formado pelo PSD, Progressistas, PSDB e demais aliados deve marchar junto para vencer o pleito municipal na cidade. As declarações de Ribeiro repercutiram na Rádio Correio FM nesta terça-feira (11).

Enivaldo destacou que para o grupo ter sucesso nas eleições municipais ninguém pode ser “candidato de si próprio”, como aconteceu no pleito do ano passado, e que a pesquisa é o método para saber quem é o melhor nome para disputar a cabeça de chapa.

“Temos que agir com inteligência. Se você faz uma pesquisa e fulano tem mais possibilidade de que eu, é claro que temos que caminhar juntos. Não adianta dividir as forças. Briga é ferramenta de otário”, pontuou.

Enivaldo destacou que no Progressistas existem pessoas capacitadas para encabeçar a chapa, mas que a sigla vai conversar com os demais partidos, frisando que a senadora Daniella Ribeiro não pretende, no momento, se candidatar a prefeita.

“Não tem problema nenhum dela ser candidata, mas ela não quer. Ela quer cumprir o mandato de senadora. Mas, isso em política você diz que não quer ser candidato e termina sendo. O momento é quem vai dizer. Eu não posso ser candidato? Posso. Vão discutir minha idade, mas não troco a minha idade por muitos camaradas de 20 anos que nem se acordam cedo. Evidentemente, que tenho umas coisinhas a menos. Mas, mesmo assim, estou funcionando sem viagra. Não existe nada descartado na política”, brincou.

Indagado sobre o nome do secretário chefe de gabinete Bruno Cunha Lima (sem partido) como a cabeça de chapa, e o nome do secretário de Ciência e Tecnologia Lucas Ribeiro (Progressistas) como vice, Enivaldo respondeu: “É uma boa chapa, mas se ele (Bruno) quiser ser vice de Lucas também é uma boa chapa. A gente só serve para ser vice? Não. Podemos ser a cabeça de chapa. Agora tudo isso é na conversa. Romero é comandante aqui em Campina Grande, ele é o prefeito, o poder maior é dele”.

Redação Paraíba Debate com informações do Paraíba Online

VEJA TAMBÉM:

Adriano Galdino vê Veneziano ‘com vontade’ de voltar à Prefeitura de Campina Grande

Compartilhar

Enquete

Cotações

  • Dólar TurismoR$ 4,1600
  • LibraR$ 4,8673
  • Peso Arg.R$ 0,0730
  • BitcoinUS$ 10.390,2500

Denuncie pelo WahtsApp