Foragido simula própria morte com manchas falsas de sangue com ketchup para tentar despistar Polícia

O delegado recebeu, através do WhatsApp, uma imagem do foragido deitado com manchas escuras em uma camisa (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil está à procura de dois homens foragidos que são suspeitos de homicídios e tráfico de drogas em Moreno, no Grande Recife. Um deles, de 29 anos, forjou a própria morte, tirando uma foto deitado com manchas escuras na camisa para enviar à polícia e despistar o trabalho dos investigadores.

De acordo com o delegado Fábio Lacerda, da 13ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o último homicídio cometido por esse homem, identificado como Everson Leonardo Nascimento de Lima, ocorreu em 5 de maio, em Moreno. Desde então, a polícia tenta localizá-lo para prestar depoimento, mas não consegue encontrá-lo.

“Os familiares dizem não saber onde ele está. Já temos um mandado de prisão desde a semana passada, mas não conseguimos encontrar essa pessoa”, afirma.

Durante as investigações, o delegado recebeu, através do WhatsApp, uma imagem do foragido deitado com manchas escuras em uma camisa. Para o delegado, a intenção do homem era encerrar as investigações policiais, mas a morte forjada foi descoberta pelos investigadores do caso.

“Não sei se é tinta ou se é ketchup, sei que é bem grotesco, bem amador. Poderia ter feito uma simulação mais realista”, diz o delegado.

Outro homem, identificado como Elias José dos Santos Silva, também é investigado por suspeita de cometer os mesmos crimes que Everson, segundo a polícia. “Eles não agiam juntos, mas agiam da mesma forma. Também precisamos ouvi-lo em depoimento, mas não conseguimos localizá-lo”, afirma.

Na foto divulgada pela Polícia Civil, Elias aparece com um uniforme militar. A corporação, no entanto, não confirma se ele já serviu às Forças Armadas.

Quem tiver informações sobre a localização dos dois homens pode entrar em contato através do número (81) 98770-4812. De acordo com a Polícia Civil, não é necessário se identificar e o anonimato dos denunciantes é garantido.

VEJA TAMBÉM:

Mototaxista clandestino é morto a tiros em Campina Grande

Compartilhar

Enquete

Cotações

  • Dólar TurismoR$ 4,1600
  • LibraR$ 4,8645
  • Peso Arg.R$ 0,0730
  • BitcoinUS$ 10.388,5000

Denuncie pelo WahtsApp