ÍNDIOS: Presidente da Funai é exonerado do cargo

Franklimberg – Foto: divulgação

O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), general Franklimberg Ribeiro de Freitas, foi exonerado do cargo. A informação foi confirmada pela assessoria do órgão na noite desta terça-feira (11). Também conforme a assessoria, em seu lugar deverá ser nomeado, de forma interina, o general Fernando Melo. Ele ocupa o cargo de assessor da Presidência, com funções semelhantes a de um secretário-executivo. A assessoria não informou o motivo da exoneração e se já há um substituto definitivo.

O general Franklimberg foi nomeado em janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele havia dirigido o órgão entre 2017 e 2018, governos Temer. O general foi indicado pela ministra Damares Alves quando era presidente do conselho consultivo para assuntos indígenas da mineradora canadense Belo Sun.

Antes, ele já havia presidido a Fanai durante o governo golpista de Michel Temer (MDB). O fato de ele ter aceitado o cargo na mineradora sem cumprir uma quarentena de seis meses foi motivo de processo instaurado pela Comissão de Ética Pública da Presidência da República.

Antes de presidir a Fundação, Ribeiro de Freitas coordenou, em Roraima, uma ação que visava a retirada de garimpeiros da Terra Indígena Yanomami, em 2010 e 2012, e uma operação que permitiu a demarcação da Terra Indígena Kayabi, localizada no norte do Mato Grosso e sudoeste do Pará.

O general esteve à frente, entre 2012 e 2013, do Centro de Operações do Comando Militar da Amazônia (CMA), ao qual esteve ligado também como Assessor Parlamentar e de Relações Institucionais do CMA.

Fonte: Canal Rural/UOL

LEIA TAMBÉM:

Adriano Galdino vê Veneziano ‘com vontade’ de voltar à Prefeitura de Campina Grande

Compartilhar