Itabaiana realiza 2º prêmio Arlinda Cirandeira e homenageia 11 personalidades da cidade

Evento em Itabaiana – Fotos: Top Mídia

A cidade de Itabaiana, na Paraíba, realizou mais uma edição do Prêmio Arlinda Cirandeira, nesta quarta-feira (20), no Dia da Consciência Negra. Nesta 2ª edição do Prêmio houve música, festa e emoção dos homenageados e parentes. O evento ocorreu à noite, na Taberna Cultural, com a presença do prefeito, Lúcio Flávio (PSB).

Foram agraciadas 11 pessoas das mais diversas atividades na sociedade. Histórias inspiradoras que foram acompanhadas de perto por centenas de moradores que compareceram ao evento. A esposa do prefeito, secretários e agentes culturais estiveram presentes. Houve a participação da Escola Paraíso das Crianças, Associação Cultural Capoeira da Cor além da Ciranda, O Guarani, e os artistas do Sarau das Almas.

“Foi uma noite emocionante e significativa. Respiramos cultura na sua mais genuína essência. É muito importante homenagearmos os mestres e pessoas de todas as classes sociais da nossa cidade enquanto todos ainda estão vivos. É isso que pretendemos com o prêmio, mais reconhecimento e inclusão na nossa sociedade”, falou o prefeito.

A secretária de Cultura e Turismo, Socorro, explicou que esse Prêmio começou em 2018. “A ativista Sueli Sousa me procurou para fazermos uma homenagem no Dia da Consciência Negra. Nomeamos o prêmio com o nome Arlinda porque ela está inserida na história da cultura de Itabaiana. Uma mulher negra, à frente de seu tempo, que teve sua vida dedicada à cultura de nossa cidade. Ela também foi, além de cirandeira, de escolas de samba, pastoril, coco de roda, dentre outras atividades”, descreveu.

Arlinda foi considerada a primeira cirandeira paraibana em 1950. “Um orgulho para nossa cidade. Para conhecer um pouco mais sobre ela, leiam o livro ‘Artistas de Itabaiana’, de Fábio Mozart. A escolha dos homenageados se dá a partir de pessoas comuns, que têm orgulho do seu papel na sociedade, nas mais diversas áreas, com histórias inspiradoras”, detalhou.

Homenagens – Este ano, o Prêmio homenageou Nevinha do Artesanato, que leva o nome de Itabaiana para o mundo através de sua arte. Os outros homenageados são a professora Valdirene, a desportista Djanete do Judô. a conselheira tutelar Conceição, a ativista cultural Penha do Chapéu de Palha, os capoeiristas Zé Leandro e Euzébio, a gari Tamires e o cacique José Paulo.

O décimo homenageado é uma criança de 9 anos de idade, o estudante Cleiton, do Colégio Iva Lira, que é um aluno destaque pela inteligência e protagonismo infantil. A sobrinha de Arlinda Cirandeira, Nataline, que também esteve presente, agradeceu a homenagem a tia, que ainda pode receber as comemorações.

Valdívia Costa/ PB Debate

LEIA TAMBÉM

Feira Literária de Campina no Centro Cultural e Parque da Criança

Compartilhar

Enquete

Cotações

  • Dólar TurismoR$ 4,3200
  • LibraR$ 5,4471
  • Peso Arg.R$ 0,0694
  • BitcoinUS$ 7.245,0800

Denuncie pelo WahtsApp