João Azevêdo e Romero Rodrigues ignoram fala de Bolsonaro, e mantém quarentena

129
João Azevêdo e Romero Rodrigues no Palácio da Redenção (Foto: Secom/PB)

O governador da Paraíba, João Azevedo (Cidadania), criticou o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta terça-feira (24), em rede nacional, pedindo a volta do funcionamento do comércio no país e o fim da quarentena.

Nas redes sociais nesta quarta-feira (25), Azevedo avisou que todas as medidas tomadas pelo Estado para conter o avanço do Coronavírus, continuarão.

“A Organização Mundial da Saúde recomendou a todos os países atingidos pelo Covid-19 que adotem medidas de isolamento social como única forma de evitar um colapso do sistema de saúde e a morte de muitas pessoas. Vamos em frente, venceremos mais esta batalha”, escreveu.

Em Campina Grande, o prefeito Romero Rodrigues (PSD) também avisou que vai manter as medidas tomadas através de decretos, visando seguir as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Vamos continuar nos baseando nas orientações da Organização Mundial da Saúde. Não vamos politizar o tema e fazer as ações de saúde preventiva. Não é momento de politizar essa questão. Vou seguir a orientação que temos observado e dado certo em outros países”, disse.

ACESSE TAMBÉM:

Telejornais da Globo também repercutem adiamento do São João de Campina Grande

Compartilhar

Enquete

Você é CONTRA ou A FAVOR de encerrar a quarentena do COVID-19?

Cotações

  • Dólar TurismoR$ 5,3100
  • LibraR$ 6,3539
  • Peso Arg.R$ 0,0793
  • BitcoinUS$ 6.219,9800

Denuncie pelo WhatsApp