“Mãe das quadrilhas juninas”, D. Lenira, morre em CG neste sábado (3)

D. Lenira – Foto: print TV

A “mãe das quadrilhas juninas”, Lenira Rita, morreu neste sábado (3), em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. O velório está acontecendo no Campo Santo Parque da Paz, no bairro da Liberdade, deste sábado até o domingo (4), quando haverá o sepultamento, às 10h, no mesmo local.

Lenira foi uma das primeiras ativistas das festas juninas da cidade. Desde a década de 1970, ela iniciou as apresentações das quadrilhas nos bairros de Campina. Artistas e produtores culturais lamentaram a morte de Lenira e se despediram.

O jornalista Walter Tavares postou um vídeo em sua homenagem e a descreveu como um símbolo vivo mais representativo da história do São João de Campina Grande. “Partiu a querida LENIRA RITA, uma mulher que dedicou sua vida à preservação da cultura e da alegria das festas de São João. Essa mulher, com o seu trabalho e sua arte, deu muitas alegrias ao povo desta cidade. Segue em paz, guerreira”, escreveu.

Já o poeta Lima Filho também se inspirou em sua trajetória de luta pela cultura popular para escrever os versos:

“Um grande arraial se formou no céu
Os santos juninos aguardam sorrindo
Vem quadrilheira por ai subindo
Veste ela de noiva separem o véu
No cenário junino cumpriu seu papel
Dentre todas as rainhas foi a mais bonita
São João e São Pedro preparem as fitas
Santo Antônio convide a sagrada família
O céu festejando hoje tem quadrilha
Deus hoje será o par de Lenira Rita.

Lenira Rita nossa eterna gratidão.
Lima Filho”

Conheça a história de D. Lenira:

Valdívia Costa/ PB Debate

LEIA TAMBÉM

Orquestra Sinfônica realizará concerto comemorativo e abrirá show dos Paralamas, na próxima segunda (5)

Compartilhar