MAIS LEITURA: Vereadores de Pocinhos apoiarão a 2ª Flipocinhos

Organizadores Flipocinhos com vereadores – Foto: Ascom

Os vereadores da cidade de Pocinhos, no Agreste da Paraíba, se comprometeram em apoiar a 2ª edição da Feira Literária (Flipocinhos). Em sessão nesta quinta-feira (3), os organizadores da Feira apresentaram o projeto e solicitaram o apoio dos vereadores, independente da Câmara Municipal. O vereador Pauliano Lamec (PSDB) foi um dos que garantiu apoio e falou da importância do evento literário na cidade.

“A equipe da Flipocinhos esteve na Câmara pedindo o apoio individual de cada vereador. Além de apresentar o projeto, eles falaram também do planejamento para a 2ª edição. É um evento de grande repercussão, as escolas se envolvem, a comunidade toda se envolve, principalmente as pessoas que gostam de literatura. Tem momentos de exposições de livros, feira, palestras, oficinas, é muito interessante. A Câmara não tem dotação orçamentária para apoiar eventos, mas os vereadores se comprometeram a ajudar individualmente”, declarou.

Pauliano nota a importância do evento, como professor e como profissional que trabalhou com todos os realizadores da Flipocinhos. “Todos deram aula onde ministrei minhas aulas por dez anos e posso confirmar que estão muito engajados na realização de mais esta edição”, disse.

Outubro rosa – A sessão na Câmara foi rápida, segundo Pauliano, mas deu tempo tratar de um outro assunto que também é importante para a cidade. Foi uma sessão de meia hora, para dar entrada nos projetos.

“Na minha segunda fala, eu citei o ‘outubro rosa’ e cobrei da prefeitura ações que a Secretaria de Saúde precisava ter e que, até agora, a gente não viu. Eles também não fizeram nada sobre o ‘setembro amarelo’. Foi uma fala bem pontual porque uma campanha da secretaria envolveria todos os órgãos atrelados para de fato serem meios de divulgação da prevenção do câncer de mama”, falou.

Pauliano também sugeriu que fosse feita uma campanha bem ampla, envolvendo as outras secretarias como a de Educação com os CRAs e CREAs. “Além de ser uma política para as mulheres em saúde, é uma forma de mostrar atuação. Mas eu vejo que, mais um ano, Pocinhos pode não fazer nada”, concluiu.

Redação PB Debate

Bailarinas do Chile e Brasil ministram aulas para artistas de CG

Compartilhar