Menos impostos em combustíveis só com reformas, diz Guedes a governadores

Sérgio Moraes – Reuters

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse a governadores nesta terça-feira que a ideia do presidente Jair Bolsonaro de redução de impostos sobre combustíveis é um plano de médio a longo prazo e que depende de reformas, num momento em que tanto União quanto Estados não podem abrir mão de receitas.

A mensagem foi passada pelo ministro no Fórum de Governadores em Brasília após ele ser chamado a participar do encontro, disse o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), a jornalistas.

Na semana passada, Bolsonaro causou polêmica ao afirmar que zeraria tributos federais sobre combustíveis caso os governos estaduais fizessem o mesmo com o ICMS.

“A interpretação do Paulo Guedes – porque ele compreende que ninguém pode abrir mão de receita imediatamente – é esta, que você só tem condição de fazer uma redução da carga tributária se houver substituição tributária”, afirmou.

Segundo Casagrande, essa substituição poderá ser possível, num horizonte mais longo, com o fortalecimento de Estados e municípios via pacto federativo e com a aprovação da reforma tributária.

Ele avaliou ainda que a presença do ministro é um “sinal de distensionamento”, após Guedes ter sido chamado pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), para falar sobre o tema.

VEJA TAMBÉM:

Paulo Guedes pede desculpas por chamar servidor público de “parasita”

Compartilhar