Morador de rua faz prova do Enem e sonha com vida melhor

Arno Muniz, de 46 anos, esteve entre as cinco milhões de pessoas que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 nesse domingo (03/11/2019). Para ele, realizar a prova pode ter sido a grande oportunidade de sua vida, além de motivo de muito orgulho: com quase 50 anos, é morador de rua, e, apesar das dificuldades, conseguiu se preparar para as provas.

Em situação de rua há 4 anos desde que ficou desempregado, Arno conseguiu pagar a sua inscrição com dinheiro arrecadado nas ruas de Bluemenau, em Santa Catarina, onde vive. Com o boleto em mãos, ele pedia ajuda aos motoristas que paravam nos sinais. A meta dele agora é estudar Direito.

“Quero lutar pelos moradores de rua. As pessoas não sabem o que a gente sofre e nem o preconceito. A prova estava bem difícil, mas consegui concluir as questões e a redação“, disse.

Arno sempre trabalhou na área da construção civil e expedição em indústrias, mas, desde que ficou desempregado, foi parar nas ruas, onde vive há 4 anos. Entre 2017 e 2018, voltou a estudar e concluiu o ensino fundamental e médio pelo Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja).

Com a ajuda de funcionários de um posto de gasolina ele consegue guardar seus pertences e um espaço para estudar. Mas seus livros e os diplomas dos cursos estão sempre com ele, por medo de ser roubado.

“Eu queria muito um lugar para morar, para tomar banho diariamente, lavar roupa e guardar meus pertences”, ressalta.

Arno Muniz agora se prepara para a segunda etapa das provas, que acontece no próximo domingo (10).

Compartilhar