NA FRANÇA: Começa nesta sexta (7) a 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino; França enfrenta Correia do Sul

Slogan Copa 2019 – Foto/panfleto: divulgação

A França é a sede da 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino. A competição começa nesta sexta-feira (7) com o jogo de abertura entre França e Coreia do Sul, marcado para as 16h, no Parc des Princes. A final ocorrerá no dia 7 de julho, às 17h, no Estádio de Lyon. Tem algumas coberturas na TV aberta e paga, além de portais que transmitirão as partidas.

Seleção brasileira: Jucinara #22, Monica #21, Djenifer #5, Leticia #15, Gabi Nunes #7 e Andressinha do Brasil celebrando um gol contra os EUA, em San Diego, California – Foto: Sean M. Haffey/Getty Images

No jogo desta sexta, a França está no grupo A, é o 4º lugar no ranking da Fifa. Já participou de três Copas do Mundo. A melhor colocação foi em 2003, quando chegou a fase semifinal. A seleção não participou das eliminatórias por ser o país anfitrião. Se preparou para competição com uma série de amistosos. A técnica é a ex-jogadora Corinne Diacre, a primeira mulher a assumir o comando de uma equipe masculina profissional na França. A capitã da equipe é Amandine Henry, que atua no Olympique Lyonnais.

Já a Correio do Sul, que também está no mesmo grupo, ocupa a 14ª posição no ranking da Fifa. Participou de duas Copas do Mundo. O melhor resultado alcançado foi em 2003 – as oitavas de final. O técnico e ex-jogador Yoon Deokyeo comanda a equipe desde 2012. O ponto forte da equipe é a defesa. A Coreia passou pela Copa Asiática sem levar gols e garantiu vaga na Copa da França. A estrela do time é Ji Soyun. A meiocampista atua pelo Chelsea e faz sucesso na liga inglesa.

Ao todo, 24 equipes estão divididas em seis grupos nesta Copa. No A, além de França de Correia do Sul, ainda há Noruega e Nigéria. No grupo B, Alemanha, China, Espanha e África do Sul. O grupo C tem Austrália, Itália, Brasil e Jamaica e o D tem Inglaterra, Escócia, Argentina e Japão. Canadá, Camarões, Nova Zelândia e Holanda são do grupo E. Já do grupo F, tem Estados Unidos, Tailândia, Chile e Suécia.

Ao vivo – Quem for assistir aos jogos pela TV, deve ficar de olho em alguns canais que farão a cobertura completa ou parcial do evento. Quanto à abertura da Copa Feminina, a Band é a única emissora da TV aberta que fará essa transmissão. Depois disso, a Band e a Globo veicularão todos os jogos do Brasil. SporTV e Band Sports são os canais pagos que vão fazer cobertura completa do evento, transmitindo as partidas.

Pela internet, existem algumas opções. O portal do Globo Esporte vai passar o início do evento, depois apenas os jogos do Brasil. Haverá as transmissões simultâneas no Twitter também, do canal M de Mulher.

Veja os primeiros jogos do Brasil neste mês:

Redação PB Debate com Globo Esporte e M de Mulher

LEIA TAMBÉM:

Atletas do Cariri são selecionadas para jogar em equipe do Central de Caruaru

Compartilhar