NOVA ZELÂNDIA: Ataque a mesquitas transmitido pelo Facebook mata 49

Serviços de emergência prestam socorro às vítimas do massacre em mesquita na Nova Zelândia (Martin Hunter/Reuters)

Pelo menos um atirador matou 49 pessoas e feriu mais de 40 durante as orações de sexta-feira em duas mesquitas da Nova Zelândia, no pior massacre a tiros da história do país, que a primeira-ministra Jacinda Ardern condenou como terrorismo.

Um atirador transmitiu imagens ao vivo no Facebook do ataque a uma mesquita na cidade de Christchurch, refletindo carnificinas que acontecem em videogames, depois de publicar um “manifesto” no qual denunciava os imigrantes, chamando-os de “invasores”.

A Nova Zelândia declarou seu mais alto nível de segurança, disse Ardern, acrescentando que quatro pessoas que foram presas tinham opiniões extremistas, mas não estavam em nenhuma lista de observação da polícia.

“Está claro que isso agora só pode ser descrito como um ataque terrorista”, disse Ardern, que afirmou ser “um dos dias mais sombrios da Nova Zelândia“.

Exame

VEJA TAMBÉM:

DF: Professor entra armado em Secretaria de Educação e é preso

Compartilhar

Enquete

Quem é o melhor candidato (a) do grupo de OPOSIÇÃO para a prefeitura de Campina em 2020?

Cotações

  • Dólar TurismoR$ 3,9200
  • LibraR$ 5,0092
  • Peso Arg.R$ 0,0933
  • BitcoinUS$ 3.995,5800

Denuncie pelo WahtsApp