Operação policial é deflagrada e prenderá 28 pessoas no Brejo até o final desta terça (13)

PMs nas buscas – Foto: PM

Mais uma Operação Policial está em andamento na Paraíba. Desta vez, a região do Brejo está sendo investigada pelas equipes comandadas pelo delegado Luciano Soares. Desde as primeiras horas desta terça-feira (13), os policiais tentam desarticular o tráfico de drogas em algumas cidades. Até o momento, foram presos 24 acusados, faltando apenas quatro cumprimentos de prisão para completar a ação.

As equipes estão cumprindo mandados em Solânea, Serraria, Casserengue, Cacimba de Dentro, Araras e até mesmo na capital João Pessoa. O delegado Luciano informou, em entrevista na rádio Correio FM, que a Operação está sendo realizada de forma integrada entre as polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros, somando cerca de 200 policiais em 60 viaturas.

A ação tem como foco dar cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão. De acordo com o delegado, é importante evidenciar o apoio do Corpo de Bombeiros, não apenas com viaturas de resgate, mas também com equipes de busca e salvamento. Os bombeiros utilizam alicates que permitem o acesso a imóveis com grades e cadeados, dentre outros.

“Destaco também o emprego da companhia do canil da PM e o helicóptero Acauã, que também está dando apoio nas buscas que estão sendo realizadas, inclusive em imóveis rurais, em locais de difícil acesso”, disse. Todas as pessoas envolvidas são alvo da Operação, estavam livres e circulando na sociedade.

As informações até o momento são de que os suspeitos estavam causando medo à população, determinando mortes, principalmente por domínio de pontos de venda e assegurando o aumento da atuação do tráfico na região.

Presos – Segundo Luciano, os suspeitos que já foram presos vão ser interrogados e estão, neste momento, na seccional de Solânea, onde está sendo o ponto de reagrupamento dos efetivos. Ainda segundo ele, o que surpreende é a quantidade de mulheres envolvidas, que são aproximadamente a metade.

O delegado explicou que dentre os alvos da Operação, alguns já têm passagem pela polícia. “A Polícia Civil e toda a segurança do Estado agradecem a imprensa e a população. Através do disque 197, têm sido realizadas cada vez mais denúncias e, sobretudo, quem ganha é a sociedade, pois tem restabelecimento da paz tão almejada”, concluiu.

Fontes: PB Online e Correio FM

LEIA TAMBÉM

Prefeito do sertão relata agressão por parte da PM e comandante diz que foi desacatado

Compartilhar