Polícia Civil apreende adolescentes de 14 e 17 anos que abusavam vítimas dentro de escola

Central da Polícia Civil em João Pessoa (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta segunda-feira, dia 11, uma operação que visa combater crimes de pedofilia. A ação coordenada pela Delegacia de Infância e Juventude de João Pessoa culminou na apreensão de dois adolescentes, de 14 e 17 anos, em bairros nobres da Capital paraibana. Eles foram detidos nos bairros de Manaíra e Tambauzinho.

Segundo a Polícia, os jovens são suspeitos de abusar de outras crianças e adolescentes. As vítimas têm entre 9 e 14 anos e são do sexo masculino. Em entrevista o delegado Gustavo Carletto, deu detalhes do trabalho de apuração dos fatos.

“Foi realizada uma investigação e identificamos alguns adolescentes. Isso resultou em um processo que culminou nesse mandado. A Polícia Civil cumpriu no dia de hoje esses dois mandados”, disse.

Segundo ele, os crimes teriam acontecido no ano de 2018 em uma escola. “Eles [adolescentes] são responsáveis por abusos sexuais que ocorreram no interior de um colégio. Apuramos esse fato e resultou nisso aí. Como o caso se desenvolve em segredo de justiça, não divulgaremos informações sobre os suspeitos nem como o local onde o crime aconteceu para não atrapalhar a investigação. A gente prefere preservar”.

Carletto destacou que os crimes aconteceram “dentro dos banheiros durante o horário de aulas”.

Responsabilidade da escola

Segundo o delegado, a instituição de ensino não deve responder judicialmente no âmbito criminal. “Entretanto, eu não sei no que isso pode repercutir com relação às vítimas e aos suspeitos”.

“São todos alunos do mesmo colégio e não existe parentesco entre suspeitos e vítimas”, atenuou. “A polícia faz o trabalho com muita tristeza por envolver crianças, mas, como profissionais cumprimos a determinação. Conversamos com as famílias e elas foram receptivas ao fato até porque já tinham conhecimento”, completou.

Futuro das investigações

“Ainda existem outras pessoas que podem ser vítimas. Esse processo está em trâmite na Vara da Infância”, disse. Os dois adolescentes foram encaminhados ao Centro Educacional do Adolescente (CEA) localizado no bairro de Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa.

Redação com informações do G1

VEJA TAMBÉM:

Jovem morre afogado em açude no Cariri paraibano 

Compartilhar

Enquete

Quem é o melhor candidato (a) do grupo de OPOSIÇÃO para a prefeitura de Campina em 2020?

Cotações

  • Dólar TurismoR$ 3,9200
  • LibraR$ 5,0086
  • Peso Arg.R$ 0,0933
  • BitcoinUS$ 3.999,3800

Denuncie pelo WahtsApp