Polícia descarta a possibilidade de abuso sexual em criança de dois anos morta em Belém

Polícia – Foto: Ilustrativa

A polícia está investigando as causas da morte de uma criança de dois anos. A menina foi encontrada morta dentro de uma rede no município de Belém, no Brejo paraibano, no sábado (14) pela manhã. A Polícia Civil aponta para uma possível negligência, mas descartou a possibilidade de estupro.

De acordo com a PC, está totalmente descartada qualquer hipótese de abuso sexual. As informações foram passadas na rádio Correio FM, nesta segunda-feira (16). Houve boatos que o bebê teria sido abusado sexualmente, mas os investigadores não encontram os mínimos indícios de abusos. Com o laudo médico expedito, será instaurado o inquérito. A PC ainda informou que uma linha investigativa será a possível negligência em relação à criança, porém o homicídio doloso está praticamente descartado.

Segundo o relato policial, a criança foi colocada na rede para dormir e depois de um tempo familiares perceberam que ela estava morta. O corpo de Samara Tomaz Ferreira da Silva foi levado para o Núcleo de Medicina Odonto-Legal (Numol).

Andrea, tia da criança, explicou que a menina estava doente. “Há dois meses a menina foi encontrada desmaiada dentro da rede e pensamos que ela estava morta. Samara foi levada às presas para o hospital e precisou ser encaminhada para João pessoa”, disse. Segundo ela, foram feitos vários exames na menina e nada foi acusado.

Andrea afirmou ainda que a menina vinha doente desde o dia que voltou do atendimento realizado em João Pessoa. “Quando foi hoje, a menina amanheceu morta dentro da rede e ninguém sabe o motivo”, frisou.

Os familiares acionaram a polícia para a realização dos procedimentos necessários no intuito de descobrir o que aconteceu. “Queremos tirar as conclusões da mãe, da família e da população para que não pensem outra coisa”, finalizou Andrea.

Fontes: ClickPB e Correio FM

LEIA TAMBÉM

Criança de 2 anos é encontrada morta no interior da PB

Compartilhar