Prefeita é cassada por compra de 6,5 toneladas de bolo

Foto: Facebook/Reprodução

A prefeita de Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná, Marlene Fátima Revers (PROS), teve o mandato cassado pela Câmara de Vereadores por gastos excessivos na compra de bolos e salgados.

A decisão foi tomada durante a sessão extraordinária para a análise do parecer da Comissão Processante, realizada na terça-feira (6), e que durou mais de dez horas. Foram nove votos a favor da cassação e um contra.

Segundo a comissão, entre setembro de 2017 e novembro de 2018 foram gastos R$ 95 mil com a compra de quase 6,5 toneladas de bolo e mais de 36 mil salgadinhos para reuniões do Conselho Municipal de Assistência Social.

Ao votarem pela cassação, os vereadores entenderam que a prefeita cometeu crimes político-administrativos: omissão e negligência na defesa de bens e interesses do município e proceder de modo incompatível com a dignidade e decoro do cargo.

A Câmara marcou para esta quinta-feira (8) às 14h a posse do vice-prefeito Anelso Ubialli (PSB) como novo prefeito de Quedas do Iguaçu. A defesa de Marlene disse, no entanto, que ela não vai deixar o cargo e que o impasse será levado para a Justiça.

Redação Paraíba Debate com G1

VEJA TAMBÉM:

DANÇA DAS CADEIRAS: Chapelin deixa Globo Repórter e programa fica com Sandra Annemberg e Glória Maria; Maju assume Jornal Hoje

Compartilhar