Prefeitura de Betânia decreta luto de 3 dias por morte de vereador morto durante confronto com a PM

A Prefeitura do município pernambucano de Betânia, onde
Andson Berigue de Lima, 29, o Nanaca era vereador, decretou luto de três dias pela morte dele, ontem pela manhã, no município de Barra de São Miguel (PB). O vereador era irmão do líder da quadrilha capturada em ação policial e estaria armado e teria disparado durante o confronto, que culminou com a morte de oito suspeitos.

Quatro dos integrantes da quadrilha participaram do assalto e perseguição que deixou um soldado da Polícia Militar morto na cidade vizinha, Santa Cruz do Capibaribe, na segunda-feira (1).

Segundo a polícia, o vereador teria ido resgatar o irmão, conhecido como Galego de Lena, possível participante do assalto e do homicídio contra o policial. Galego de Lena seria o líder da quadrilha que é formada ainda por um primo deles, conhecido como Edys de Gevan.

Estão ainda entre os oito suspeitos um homem conhecido como Wellington Cabeludo, também de Betânia, e uma mulher identificada como Jácia de Siba, que tinha um relacionamento com Galego de Lena.

A Secretaria de Defesa Social informou ainda que Wellington e Galego tinham mandados de prisão expedidos contra eles. O primeiro, por um assalto a uma lotérica na cidade de Carnaíba em 2018. O segundo, pelo sequestro de um funcionário do Bradesco em Custódia, também no ano passado.

Compartilhar