Protesto da UFCG contra o Future-se leva professores e estudantes às ruas nesta terça (13)

Protesto em CG – Foto: print vídeo

O protesto contra a nova investida educacional do Governo Federal, o Future-se, em Campina Grande, no Agreste da Paraíba, acaba de chegar à Praça da Bandeira, local do final das manifestações nesta terça-feira (13). Professores e alunos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) começaram uma programação local cedo do dia, dentro do campus 1, no bairro Bodocongó. Depois, saíram em caminhada com cartazes e faixas com as reivindicações.

Os protestos na UFCG contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) começaram com faixas espalhadas pelas grades de proteção do campus 1. Bolsonaro agendou visita ao campus em outubro deste ano.

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) também pararam as atividades no Estado todo, em adesão ao Dia Nacional de Greve da Educação. Além de ser contra o Future-se, o protesto é a favor de pautas sociais.

Veja a caminhada até o Centro da cidade:

Marcha da Greve da Educação saindo para o Centro @13Ago

Posted by Adufcg SSind Andes-sn on Tuesday, August 13, 2019

Nesta segunda-feira (12), houve assembleia para discutir sobre o protesto e as demandas do grupo que luta pela universidade pública gratuita. Tudo sobre o novo projeto do governo foi informado para que toda a comunidade acadêmica se mantenha atenta quanto a proposta, que veio após os cortes das verbas destinadas às instituições.

Bem articulados e com propósitos claros, os manifestantes elencaram na página da Associação de Docentes da UFCG (Aduefcg) os pontos prioritários da pauta contra o governo e pelas universidades.

Valdívia Costa/ PB Debate

LEIA TAMBÉM

Professores aderem a movimento e amanhã (13) não darão aula na UFPB, UFCG e UEPB

Compartilhar

Enquete

Cotações

  • Dólar TurismoR$ 4,3200
  • LibraR$ 5,4463
  • Peso Arg.R$ 0,0694
  • BitcoinUS$ 7.236,5700

Denuncie pelo WahtsApp