Romance histórico sobre a conquista do Sertão será lançado nesta terça (03) em CG

Convite lançamento – Foto: divulgação

Um livro que mistura a deliciosa narrativa do Romance aos fatos históricos registrados. Assim é o livro “A Passagem das Piranhas”, dos historiadores Vanderley e Erik de Brito. O livro será lançado nesta terça-feira (03), às 19h, no Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP), em Campina Grande. Durante a solenidade, o livro será lançado pelo sócio fundador do Instituto Histórico da cidade (IHCG), o jurista, Félix Araújo Filho.

A obra foi lançada inicialmente no ginásio de Esportes da cidade de Passagem no Sertão do Estado, no dia 21 de junho, e em João Pessoa, na Fundação Casa de José Américo, no dia 09 de agosto. Com 261 páginas, o livro é um romance-histórico, uma obra sobre a história da Paraíba romanceada. Os autores misturam personagens reais e fictícios e fatos históricos ilustrados com descrições paisagísticas, odoríficas, fenótipas, sensoriais, além de enriquecida com acréscimos fatuais para a trama fictícia que seduz o leitor.

“É um livro lúdico sobre a história da conquista dos sertões paraibanos e de geografia física desses mesmos sertões”, disse a autora do prefácio, a presidente de honra do Instituto Histórico de Campina Grande (IHCG), Maria Ida Steinmuller. Para ela foi uma honra prefaciar a obra. “Eu sou leitora da renomada historiadora Mary Del Priore e dos best-sellers de Laurentino Gomes, cujas obras são escritas no estilo Nova História Cultural. Isso facilitou-me a compreensão dos nossos fatos históricos, sem a aridez da descrição acadêmica”, disse.

Vanderley e Erik atuam nesse estilo de escrita e se revelam contadores de histórias, com a responsabilidade de impetrar na sociedade paraibano-sertaneja a consciência de seu próprio passado, de seu presente e de si mesma, de acordo com Ida.

O livro é dividido em dois atos, o primeiro, escrito por Vanderley de Brito, remonta o período colonial e narra a saga dos Oliveira Ledo no processo de conquista dos sertões, tendo como principais personagens Antônio de Oliveira Ledo, Gaspar Pereira de Oliveira, Theodósio de Oliveira Ledo e Antônio Martins Pereira, figuras reais de nossa história. Além desses há personagens indígenas que são fictícios.

Fonte: Ascom

LEIA TAMBÉM

“TUM TUM TUM”: Paraíba tem eventos do Litoral ao Sertão para os 100 anos de Jackson do Pandeiro

Compartilhar