Segurança privada do Parque do Povo é aprovada por 90% do público, e empresa responsável por revistas comemora

Foto: Ascom

A segurança no Parque do Povo, palco do Maior São João do Mundo, teve a aprovação de 90,8% do público, segundo pesquisa realizada pelo Instituto DataVox, entre os dias 9 a 30 de junho. O evento aconteceu de 07 de junho a 07 de julho.

Um dos quesitos mais elogiados pelas forças de segurança foram as revistas nas cinco entradas do PP, que este ano ficou sob a responsabilidade da empresa Shanally Vigilância. Neste item, os dados demonstram que as revistas foram essenciais para a festa terminar sem ter registrado nenhum incidente.

Durante a noite do encerramento, no último domingo (07), o coordenador da empresa, Cizenildo Cosmo do Nascimento, comemorou a avaliação, e levou esses dados à imprensa que esteve cobrindo a festa. “Foi muito além do que imaginávamos, porque nós sabemos da realidade do Parque do povo em outros anos. Graças a Deus chegamos ao último dia de festa sem ter registrado nenhum incidente”, disse, em entrevista à Rádio Panorâmica FM.

Responsável pela equipe trabalhou nos 31 dias da festa, Cizenildo ainda pontuou sobre que a eficiência das revistas. “As filas são uma constante, exatamente porque todos que entraram no Parque do Povo foram revistados. É uma revista precisa, e as pessoas começaram a compreender que isso era para a própria segurança delas”,pontuou, durante participação ao vivo na Correio FM.

Essa eficiência citada, aliado ao monitoramento com reconhecimento facial em todas as entradas, conseguiu deter 10 indivíduos que estavam com problemas na Justiça, e foram detidos dentro do Parque do Povo. O trabalho foi bastante elogiado pelas Polícia Militar e Civil da Paraíba, além das demais forças de seguranças envolvidas no evento, e em todas as reuniões semanais do Ministério Público da Paraíba, que avaliava os resultados no decorrer do evento.

“Fizemos várias prisões, de pessoas que estavam com pendência na Justiça, inclusive na noite do encerramento conseguimos localizar um homem que estava com mandado de prisão em aberto”, disse Cizenildo, na Caturité FM.

Redação Paraíba Debate com Ascom/Renato Araújo

VEJA TAMBÉM:

Onze pessoas foram presas através da tecnologia de reconhecimento facial no São João de Campina

Compartilhar