Sete paraibanos são apontados como ‘cabeças’ do Congresso Nacional

Foto: Reprodução/Internet

Nesse domingo (09), o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), divulgou o resultado da 26ª edição dos ‘cabeças’ do Congresso Nacional, estudo que faz o levantamento dos 100 parlamentares mais influentes. A Paraíba foi representada por 7 nomes, Daniella Ribeiro (PP), Veneziano Vital (PSB), Efraim Filho (DEM), Aguinaldo Ribeiro (PP), Wellington Roberto (PR), Pedro Cunha Lima (PSDB) e Gervásio Maia (PSB).

Para fazer a classificação, o Diap adota critérios qualitativos e quantitativos, que incluem aspectos institucionais, de reputação e de decisão, a partir de postos ocupados, capacidade de negociação e liderança.

Com base nesses critérios, a equipe do departamento faz entrevistas com parlamentares, assessores legislativos, cientistas e analistas políticos e jornalistas, além de levantamentos relacionados a projetos apresentados e a discursos proferidos. São considerados também resultados de votações, relatorias, intervenções nos debates, frequência de citações na imprensa, análise dos perfis e grupos de atuação.&

No estudo, também é possível notar a força do Centrão — como é conhecida a amálgama de partidos políticos que desequilibra as forças governistas e oposicionistas nas principais pautas em debate.

Dos grupos revelados pelo levantamento, o Centrão — que agrega políticos de PP, PSD, DEM, PRB, PR, PSC, Patriota e Solidariedade — tem o maior número de parlamentares mais influentes (31), entre eles Wellington Roberto (PR-PB).

“O Centrão reúne três condições que faz dele um ator fundamental no parlamento: é numericamente significativo, tem os quadros mais experientes e é o fiel da balança, pois decide para onde vai a política pública, se para o governo ou para a oposição”, diz Antônio Augusto de Queiroz, diretor de documentação do Diap.

VEJA TAMBÉM:

Vice-presidente do ParlaNordeste, Adriano participa de encontro de presidentes de Assembleias na Bahia

Compartilhar