Suspeito de ter matado radialista por homofobia continua preso e revolta população

Suspeito saindo do Fórum – Foto: print vídeo

Moradores da cidade de Itaporanga, no Sertão da Paraíba, presenciaram revoltados a saída do suspeito de matar o radialista Denisvaldo Mendes Pacheco, 36. O suspeito foi preso e nesta quarta-feira (4) passou por audiência de custódia, na qual foi decidido que ele permanecerá recolhido na cadeia de Itaporanga. Na saída do Fórum, muitos moradores gritaram por justiça.

Para pedir justiça para o caso, as pessoas se concentraram a partir das 8h no posto de Jamaci para presenciarem a audiência. Familiares e amigos estavam vestidos de preto.

Eles levaram cartazes clamando por justiça e estão orientando os participantes a realizar um ato silencioso e sem baterna. O suspeito de matar Denisvaldo é casado e teria um caso com a vitima, que segundo os familiares, estava tentando acabar o relacionamento.

A suspeita é de que o rapaz que era gay foi vítima de homofobia e a família e moradores revoltados, pedem justiça. De acordo com as pessoas que o conheciam, o radialista era uma pessoa tranquila, que não possuía atrito com ninguém. Eles lamentam que algumas pessoas tenham minimizado o crime, tratando-o de forma desdenhosa pelo fato da vitima ser homossexual.

Veja a saída do suspeito do Fórum:

Saída de suspeito de crime de homofobia em Itaporanga

Saída de suspeito de crime de homofobia em Itaporanga – Imagens: redes sociais

Posted by Paraiba Debate on Wednesday, September 4, 2019

Redação PB Debate

LEIA TAMBÉM

Itaporanga pede justiça por morte de radialista vítima de crime de homofobia

Compartilhar