Tia de bebê que morreu enquanto dormia com os pais fala sobre mancha roxa e sangue na cama

Casa onde criança morreu – Foto: DS

Uma criança de apenas dois meses de vida morreu na madrugada deste domingo (1º), no bairro Edilson Alves, na cidade de Marizópolis, Sertão da Paraíba, possivelmente por asfixia. Uma tia desta criança resolveu explicar as possíveis causas dos hematomas no bebê e de uma mancha de sangue no lençol da cama, nesta segunda-feira (2).

Segundo a Polícia Militar, suspeita-se de que a bebê tenha sido asfixiada acidentalmente pelos pais enquanto dormiam juntos na mesma cama. A residência onde aconteceu o fato fica na Rua Emília Sales de Araújo. O pai e a mãe já haviam deixado o local e foram para a casa de familiares na cidade de Sousa, nesta segunda.

Jéssica Alves, que é irmã da mãe da criança, participou por telefone do programa Cidade Notícia da Rádio Líder FM, da cidade de Sousa, e se pronunciou sobre o caso. Ouça:

Jéssica relatou que estava dormindo na casa quando foi acordada, por volta das 3h da madrugada, pela irmã desesperada ao perceber que a bebê não estava mais respondendo. Ela confirma a informação do Sargento Queiroga, da PM, de que o corpo da bebê apresentava mancha roxa e havia sangue na cama. Mas, segundo ela, não houve briga entre o casal e nem agressão à criança.

Ela conta que uma médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) explicou o que pode ter acontecido com a criança. Não foi encontrado evidência de violência que o bebê possa ter sofrido. A causa da morte, conforme laudo médico, ainda não foi divulgado pelo IML.

Diário do Sertão

LEIA TAMBÉM

Polícia procura acusado de matar idoso a machadadas na Feira Central de Campina Grande

Compartilhar