TJPB condena prefeito de Gurjão Ronaldo Queiroz por improbidade administrativa; gestor teve suspensão dos direitos políticos

Ronaldo Queiroz teve direitos políticos suspensos por três anos.

O prefeito de Gurjão, Ronaldo Queiroz, foi condenado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) por improbidade administrativa. O Tribunal divulgou a sentença na manhã desta sexta-feira (08), no Fórum Afonso Campos, em Campina Grande. A divulgação foi realizada pelo Desembargador Leandro dos Santos, Gestor da Meta 4.

O Prefeito de Gurjão foi julgado por um grupo especial de juízes e assessores, que entenderam que houve falhas administrativas, dessa forma, Ronaldo Queiroz cometeu crime contra à administração pública.

Ainda de acordo com a sentença, Ronaldo Queiroz teve perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por três anos e multa civil referente a duas vezes sua remuneração como prefeito. Os crimes, considerados graves, também estavam sendo investigados pelo Ministério Público Federal (MPF), há mais de um ano.

O juiz Aluizio Bezerra, coordenador da Meta 4/CNJ disse que esse sucesso deve ser creditado a dedicação e empenho dos juízes e assessores, que estão trabalhando além da jornada normal do expediente funcional para cumprir esse encargo assumido.

“O Tribunal de Justiça da Paraíba ao priorizar os trabalhos da Meta 4/CNJ revela o seu firme propósito de celeridade processual nos feitos que apuram desvios de conduta e de recursos públicos, atendendo assim, um anseio da sociedade em ver resposta rápidas aos malfeitos de gestores públicos, afirmou o juiz Aluizio Bezerra.

Nossa equipe tentou contato com o prefeito de Gurjão, no entanto, não obtivemos retorno.

Redação.

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *