João Pessoa e Campina Grande discutem possível reajuste do IPTU

O início do ano é marcado pelo pagamento de impostos que mexem com as finanças do cidadão como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e da Taxa de Coleta de Resíduos (TCR). Em João Pessoa, o valor ainda não foi anunciado oficialmente pela nova gestão, mas já está em avaliação e próximo a ser apresentado ao gestor da Capital. Já em Campina Grande, o prefeito discute com os secretários o assunto. O valor é sempre reajustado a partir do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O secretário Executivo da Receita de João Pessoa, Sebastião Feitosa, informou ao ClickPB que está terminando a avaliação e que submeterá o reajuste ao prefeito da Capital, Cícero Lucena (Progressistas), até a próxima segunda-feira (11). “Acredito que daqui para segunda, no máximo, a gente tem uma posição de um índice de reajuste, a data de pagamento, da cota única e de uma série de coisas. Vamos submeter o valor ao prefeito, mas nós já estamos quase fechados o percentual”, afirmou em entrevista ao portal.

Ainda de acordo com o secretário, não se trata de um aumento, mas de uma atualização. “A lei nos permite que a gente atualize pelo INPC. Não é aumento. Se o INPC der 3%, 3,2% será nesse valor também. A gente ainda está avaliando também porque o índice de dezembro ainda não foi concluído, por isso estamos aguardando”, revelou.

Já em Campina Grande, o prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) e o secretário de Finanças, Gustavo Braga, se reuniram para discutir sobre o tema. Outros secretários também devem participar do debate. Ainda não se sabe se a prefeitura fará o reajuste nas contas do IPTU e TCR dos campinenses. O gestor começou hoje a realizar reuniões com os seus secretários. 

Fonte: ClickPB

Compartilhar