Pelas redes sociais, filho de Genival Lacerda se despede do pai: “Sempre te amarei”; políticos paraibanos prestam homenagem

João Lacerda Neto, um dos filhos do cantor e compositor paraibano de 89 anos, Genival Lacerda, falecido vítima de complicações ocasionadas pela Covid-19 nesta quinta-feira (7), se despediu do pai por meio das redes sociais em um texto curto, mas marcado pela emoção. João chama Genival de ‘meu anjo da guarda’ e encerra afirmando: “Sempre te amarei”.

“Hoje perdi um dos maiores amigos de minha vida, amigo da música, de ensinamentos, amigo que na hora de brigar, sempre brigava e minutos depois nem lembrava que brigava, porque não guardava mágoa de ninguém. Meu anjo da guarda, minha luz, minha vida, hoje ele fez sua última viagem para ficar ao lado do Senhor Deus. Ainda ontem lembro-me de seu sorriso, de apertar sua mão! Agora terei de aprender a viver com sua imagem, e lembranças de um bom pai. Vai na paz meu pai, sempre te amarei, teu João Lacerda Neto”, escreveu. João acompanhou os últimos dias de vida do pai de perto, assim como cuidava da carreira de Genival.

Autoridades e lideranças políticas da Paraíba também lamentaram o fato, a exemplo do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Adriano Galdino (Avante) que publicou: “A cultura paraibana acorda mais triste no dia de hoje, pois perdemos o grande baluarte Genival Lacerda, que nos deixou aos 89 anos, vítima da Covid-19. Ficam para nós as lembranças desse grande forrozeiro que elevou tão alto o nome de nossa Paraíba”.

O ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) lembrou da contribuição de Genival para o São João de Campina Grande. “Nascemos no mesmo dia, 5 de abril. Na mesma cidade, Campina Grande. Construímos uma relação de amizade. Fizemos muitos Sãos Jooēs juntos. Quanta falta fará suas mugangas, seu trejeito único e inconfundível. Sua obra será eterna, será sempre lembrado como o “Senador do Rojão”, “Seu Vavá”. Minhas condolências à família. Meu sincero lamento e pesar”, declarou.

O prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) além de lamentar a perda, decretou luto oficial de 3 dias. Tive a oportunidade de prestar uma homenagem em vida, em 2016, quando era deputado estadual e trouxe uma sessão especial da Assembleia em homenagem à cultura aqui pra Campina Grande. Do dia da abertura do Maior São João do Mundo em 2019 que a gente passou o dia “encangado”. No início desse ano, ajudamos a realizar uma live aqui em Campina em homenagem ao Rei da Munganga e tantos outros momentos que vão ficar na memória e no coração. Aproveito pra informar que decretei luto oficial de 3 dias pela partida de Genival, um campinense de nascimento e de coração que levou Campina por onde andou”, pontuou.

No Twitter, o governador do Estado, João Azevêdo (Cidadania) postou: “Quero manifestar minha tristeza e pesar pela morte do cantor e compositor paraibano Genival Lacerda, ocorrida nesta quinta-feira. Conhecido por todo o Brasil, Genival Lacera era considerado um símbolo da cultura do Nordeste, sendo um dos grandes nomes do forró, ritmo que levou para o país inteiro com seu carisma e irreverência, características que o tornaram um ídolo popular. Seu trabalho ganhou reconhecimento nacional oficialmente no final de 2017, quando recebeu no Palácio do Planalto a medalha da Ordem do Mérito Cultural (OMC). Aos familiares e amigos, minha solidariedade e condolências pela perda irreparável”.

Natural de Campina Grande, Genival passou os últimos anos morando em Recife. Ele estava internado desde o dia 30 de novembro em um hospital da Capital pernambucana. O sepultamento – ainda sem local divulgado – seguirá os protocolos impostos pela pandemia que indica a realização da cerimônia apenas para familiares e amigos mais próximos com o caixão lacrado.

Redação Paraíba Debate – Gabriel Barbosa

Compartilhar