Veneziano retorna ao MDB em cerimônia prestigiada pela bancada do partido no Senado Federal

O senador Veneziano Vital do Rêgo retornou aos quadros do MDB nesta terça-feira (12), em solenidade realizada na sede do partido em Brasília. Em seu discurso, o parlamentar afirmou que volta a sigla para ser um “efetivo colaborador”, com a mesma disposição de quando esteve na agremiação.

Ele lembrou que foi prefeito de Campina Grande (2004 e 2008) e deputado federal (2014) pelo MDB, quando participou dos grandes embates pela democracia e pela justiça social. Veneziano também destacou que vai continuar o trabalho no Senado em favor do desenvolvimento da Paraíba.

Veneziano agradeceu ao PSB, seu último partido, e citou o apoio que teve do presidente da sigla, Carlos Siqueira, e dos senadores Jorge Kajuru e Leila Barros, que junto com ele formavam a bancada socialista no Senado Federal.

Ele também agradeceu aos presentes, dentre eles a senadora Nilda Gondim (MDB), sua mãe, que assumiu a vaga no Senado com a licença do senador José Maranhão (MDB), diagnosticado com a Covid-19 e que continua em recuperação. Veneziano desejou ao senador Maranhão pronta recuperação.

Ao abonar a ficha de filiação do paraibano, o vice-presidente nacional do MDB, senador Confúcio Moura disse que Veneziano injeta jovialidade e modernidade ao partido.

Para o líder no Senado, Eduardo Braga (MDB), o senador chega para contribuir com o partido e o desenvolvimento do país. “É um líder político carismático”, disse. Já o senador Dario Berger (MDB) disse que a chegada de Veneziano significa “um novo tempo, um novo pensar e a reinvenção do partido”.

Da solenidade de filiação de Veneziano – que também marcou a filiação à legenda da senadora Rose de Freitas, ex-Podemos – participaram os senadores Confúcio Moura, Eduardo Braga, Marcelo Castro, Simone Tebet, Nilda Gondim, Renan Calheiros, Fernando Bezerra e Eduardo Gomes, todos do MDB. Os senadores Rose de Freitas e Dario Berger participaram de forma semipresencial.

Veja também:

Compartilhar