Secretário nega falta de agulhas e seringas, garante que a Paraíba tem material para iniciar vacinação contra a Covid-19 e anuncia público-alvo

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, rebateu, nesta quinta-feira (14), informações do Governo Federal junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a indisponibilidade de insumos para inicio da vacinação em vários Estados do País. Segundo ele, a informação é antiga e não condiz com a realidade da Paraíba, que possuí agulhas e seringas suficientes para inicio imediato da primeira fase do plano nacional de vacinação contra a Covid-19.

“Essa é uma informação antiga e a Paraíba dispõe sim de agulhas e seringas suficientes para a primeira fase da vacinação. Estamos recebendo, agora, no inicio de fevereiro, mais 400 mil, então a população pode ficar tranquila, porque o Estado tem material suficiente para essa primeira fase”, afirmou.

Ainda de acordo com o secretário, idosos acima de 75 anos, idosos acima de 60 anos que moram em casas de repouso e a população indígena serão os primeiros a receberem os imunizantes que estão previstos para chegarem até o final deste mês na Paraíba.

Confira a declaração, na íntegra, de Geraldo Medeiros:

Redação Paraíba Debate

Veja também:

Compartilhar