Poema de Ronaldo Cunha Lima é adulterado e usado sem autoria em questão do Enem

O ex-senador paraibano, o advogado Cássio Cunha Lima usou as redes sociais na noite deste domingo (17) para destacar o uso do poema “Habeas Pinho” do pai Ronaldo Cunha Lima, e uma questão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O poema do ex-governador e poeta estaria adulterado e sem a identificação de sua autoria.

De acordo com Cássio Cunha Lima, é uma honra que o Enem tenha usado o poema do pai, mas o “poema-petição” foi transcrito na questão do Enem de forma adulterada, sem identificação do autor e tratado como cordel, embora a questão remeta ao site Migalhas, no qual está publicado de forma correta.

Confira a postagem:

Confira o poema original na página citada por Cássio:

https://migalhas.uol.com.br/quentes/7975/habeas-pinho

Da Redação

Compartilhar