Novas remessas de vacinas contra Covid-19 ainda não têm data definida para chegar à Paraíba, revela secretário​ de Saúde

Uma nova remessa de lote com vacinas contra a Covid-19, enviadas pelo Ministério da Saúde (MS) aos Estados, ainda não tem data definida, disse o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros. Ainda de acordo com o gestor, o Brasil ficou de fora, neste primeiro momento, da vacina Oxford que viria da Índia. 

“Ainda não há cronologia de novas remessas não. Inclusive a Agência Reuters publicou agora que a Índia negou a remessa para o Brasil que seria de dois milhões de vacinas”, disse. As doses que viriam para o Brasil é da Astrazeneca, que recebeu o registro emergencial de utilização pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no último domingo (17), assim como a CoronaVac.

Nesta etapa inicial, a Paraíba recebeu quase 114 mil doses. 42.925 trabalhadores da linha de frente do combate à Covid-19 (34% do previsto), 10.432 indígenas aldeados, 1.212 pessoas idosas em instituições de acolhimento e 120 pessoas com deficiência institucionalizada serão vacinadas.

Veja também:

 

Compartilhar