Ricado Barbosa retira de tramitação PL que previa sanção para servidores paraibanos que se recusassem a tomar vacina anti-Covid

O Projeto de Lei (PL) que previa sanções para os servidores públicos que se recusassem a tomar a vacina contra a Covid-19, foi retirado de tramitação pelo autor e líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB).

De acordo com o parlamentar, o número de doses que o Ministério da Saúde encaminhou ao Estado é insuficiente para uma imunização em massa. “Não há como exigir vacinação se não há doses suficientes para todo mundo”, justificou.

O referido PL previa uma série de restrições de direitos a quem se recusasse a se vacinar, como não poder se inscrever em concurso ou prova para função pública, ser investido ou empossado em cargos na Administração Estadual Direta e Indireta e renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial do Estado da Paraíba. “Perdeu o sentido. Não vejo a hora da Paraíba ser contemplada com número suficiente de vacinas para acabar com essa terrível pandemia” declarou.

Veja também:

Compartilhar