Dívidas deixadas pela gestão passada zeram FPM do município de Pocinhos

O município de Pocinhos ainda sofre consequências e mais uma vez foi prejudicado pela irresponsabilidade da antiga gestão que conduziu a administração pública sem nenhum cuidado. Por causa de débitos com o INSS, a 1ª parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do ano veio zerada.

No caso especifico do FMP de Pocinhos, o saldo da primeira cota foi zerado porque a administração passada deixou débitos dos meses de novembro e dezembro em aberto e também do pagamento do 13º salário dos servidores da saúde.

Anualmente, vários municípios paraibanos sofrem a redução na 1ª transferência de recursos do FPM e até casos como o de Pocinhos em que o repasse é zerado por causa de dívidas acumuladas pelos municípios, a exemplo das obrigações perante à Previdência, FGTS, BNDES, entre outras.

De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios o FPM é uma das principais fontes de receita, senão a principal, para a maioria dos municípios brasileiros, principalmente os que têm menos de 50 mil habitantes, e o primeiro decêndio sofre influência da arrecadação do mês anterior.

Compartilhar