Ao se despedir da Presidência do Senado após eleger sucessor, Davi Alcolumbre homenageia José Maranhão

Davi Alcolumbre (Democratas-AP) prestou homenagem ao senador paraibano José Maranhão (MDB), que segue internado em recuperação da Covid-19, em seu último ato como presidente do Senado Federal, na noite desta segunda-feira (1º).

Acesse: Presidente do PSB de Campina Grande, ex-vereador Anderson Maia fala sobre relação de Gervásio e Ricardo

Após declamar o resultado do pleito que elevou Rodrigo Pacheco (Democratas-MG), seu aliado, à presidência da Casa, Alcolumbre uso as palavras proferidas por Maranhão há dois anos, no ato de sua posse, quando o paraibano presidiu a eleição por ser o parlamentar com mais idade naquela Casa Legislativa.

Confira o discurso, na íntegra:

“Há exatos dois anos estava sentado nesta cadeira sua excelência o senador José Maranhão, decano desta Casa, que neste momento convalesce em recuperação das sequelas do coronavírus. Naquela ocasião, sua excelência o senador José Maranhão pronunciou de improviso as belíssimas palavras que passarei a citar agora, apenas substituindo o destinatário. Gostaria de fazer isso como uma homenagem ao senador José Maranhão, e a quem todos nós desejamos plena recuperação para que possa retornar ao nosso convívio o mais rápido possível com a sua saúde integralmente restabelecida.

Naquela ocasião assim se dirigiu a mim, sua excelência José Maranhão, e nesta ocasião, assim gostaria de me dirigir ao senador Rodrigo Pacheco, porque a essência do momento e da mensagem é a mesma, disse o decano senador José Maranhão: ‘Eu quero, neste momento, congratular-me com o senador Rodrigo Pacheco pela eleição à presidência do Senado da República, desejando-lhe todo o sucesso, todo êxito, e lembrando à vossa excelência que, doravante, não existem mais três, quatro, cinco ou duas candidaturas, existe, o Senado da República e caberá, sob a responsabilidade do senador Rodrigo Pacheco, conduzir esta casa com equilíbrio, altivez e independência em favor do Brasil’. Convido vossa excelência, o senador Rodrigo Pacheco a assumir a presidência do Senado da República Federativa do Brasil”. 

Assista:

Veja também:

Compartilhar