Após repercussão negativa, Daniella Ribeiro nega que tenha indicado Cláudia Veras para cargo na Funasa

A senadora Daniella Ribeiro (Progressistas) divulgou uma nota nesta sexta-feira (5) onde nega ter sido responsável pela nomeação da ex-secretária de Saúde da Paraíba, no Governo Ricardo Coutinho (PSB), Claúdia Veras, na Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Cláudia é alvo da Operação Calvário que investiga desvios de recursos públicos da Saúde do Estado.

Na nota, Daniella classifica como fake news as informações e diz que não teve qualquer participação na nomeação. Confira:

A informação de que a indicação da senhora  Cláudia Luciana de Sousa Mascena Veras para cargo no Ministério da Saúde teria sido feita pela senadora Daniella Ribeiro (Progressistas) é totalmente inverídica.

A senadora rechaça as tentativas de incluir o seu nome em fake news com o simples objetivo de atacar a sua imagem e a sua história.

Cabe dizer ainda que a nomeação da senhora Cláudia Luciana de Sousa Mascena Veras foi para o núcleo do Ministério da Saúde na Paraíba, conforme está bem claro na portaria, e não na Funasa.

Paraíba, 5 de fevereiro de 2021.

A senadora, em entrevista à imprensa paraibana, ainda declarou: “Jamais indicaria alguém que está sendo investigada. Nem eu e nem ninguém da minha família. Nada contra a pessoa, mas contra as atitude da pessoa. Se a gente olhar lá atrás quem foi mais contra essa Orcrim dentro do Estado, a oposição que como eu que lutou para que a Saúde não fosse terceirizada. Nós fomos combativos diante disso”, disse Daniella.

Veja também:

Compartilhar