Fora do BBB, Lucas Penteado revela torcida por Juliette: “É uma guerreira, merece R$ 1,5 milhão”

Lucas Penteado, que deixou o BBB21 no último domingo (7), conversou com Fátima Bernardes sobre o reality, no Encontro desta terça-feira (9). O participante pediu para sair da casa após a última festa, marcada por tretas e também pelo beijo que ele deu em Gilberto. Confira o que ele pensa sobre o jogo:

Sonho de vida

“Eu estava lá dentro para realizar o sonho da minha vida que é comprar a casa da minha mãe. Muitos jovens que trabalham na periferia, trabalham a vida inteira e não conseguem comprar uma casa própria.”

Ponto final

“A não aceitação de um semelhante foi algo avassalador e para mim foi o ponto final. Eu já tinha pensado em sair, porque já tinha sentido uma energia ruim. Esse prêmio é maravilhoso, mas se for para jogar da forma que eu vi as pessoas jogando… Foi um acolhimento absurdo (fora da casa), um reflexo absurdo. Quando entrei no avião, a galera começou a bater palma! Eu falei: gente, eu perdi alguma coisa?'”

Projota e Karol Conká

“Não quero falar do Projota, nem Karol Conká. Existem muitas leituras sobre os acontecimentos, acho que não é o momento. Eu gostaria muito que eles saíssem, assistissem e vissem o programa e a reação da população. O Brasil espera que tenha sido uma estratégia errada deles.”

Juliette

“Se o Brasil continuar com a linha de acolhimento e merecimento, eles são os três finalistas (Gilberto, Juliette e Sarah). Eu torço para a Juliette. É uma guerreira, ela está sendo ela e está sendo criticada por ser ela em um jogo em que todo mundo está falando de acolher. Ela merece o R$1,5 milhão.”

Beijo em Gilberto

“Entre toda essa violência, esse foi um ator de amor, foi sentimento, foi liberdade. Não sei como descrever a sensação que eu senti ali. Foi uma parada bonita. Estou esperando ele aqui fora para dar uma abraço nele e para a gente conversar.”

Bissexualidade

“Eu não me assumi no programa. Eu sou um ator, minha vida pessoal não era pública. Conversei com a minha família e disse que queria ser eu. A gente usa uma máscara social para ser aceito pela sociedade. O mundo é muito violento. Eu entrei no BBB e me senti seguro, porque o lado de fora era muito violento. E quando entrei, pensei que estava seguro para ser quem eu sou. Mas eu vi a reprodução do que acontece aqui fora.”

Futuro

“Sou ator, cantor, poeta, MC, dançarino… Não quero parar com nenhuma dessas profissões, a minha vida é a arte. Agora, vou entender o que está acontecendo, porque está muito maior do que eu imaginei que pudesse ser. Espere um pouquinho, que daqui a pouco a gente  bagunçando.”

Redação Paraíba Debate com GShow

Veja também:

Compartilhar