“Zé mestre de obras, tem obra em todo lugar”: relembre os jingles que marcaram as campanhas de Maranhão

José Targino Maranhão, sem dúvidas, marcou as disputas políticas da Paraíba nos últimos anos. Os jingles de suas campanhas ficarão no imaginário do povo paraibano, assim como seu jeito pacífico, simples e amigável, características reconhecidas inclusive pela classe política dos mais diversos partidos e grupos, como Cássio Cunha Lima (PSDB), Veneziano Vital (MDB), João Azevêdo (Cidadania), Cícero Lucena (Progressistas) e Adriano Galdino (Avante), que emitiram nota de pesar pelo falecimento do ex-governador e senador.

O Portal Paraíba Debate traz as principais músicas que embalaram e deram vida as campanhas de Zé Maranhão, também conhecido como o “mestre de obras”. Relembre também alguns fatos da vida pública de Maranhão.

Candidato a governador em 2006, ele obteve mais 950 mil votos perdendo para Cássio. A chapa de Maranhão tinha Luciano Cartaxo – na época filiado ao PT – como vice, pela coligação PMDB, PT, PRB, PSB, PCdoB, PSL, PMN e PRONA.

No comando do Governo do Estado por causa da cassação de Cássio, José Maranhão tentou a reeleição disputando contra Ricardo Coutinho (PSB). Com Rodrigo Soares (PT) vice, Wilson Santiago e Vitalzinho candidatos ao Senado, conquistou 930.331 sufrágios no segundo turno e perdeu. A coligação incluía PMDB, PT, PP, PTB, PSC, PRB, PSL, PMN, PCdoB, PHS, PTdoB e PRTB.

Maranhão entrou no pleito pela Prefeitura de João Pessoa em 2012, dois anos depois de perder a disputa para governador da Paraíba, ao lado de Tavinho Santos (PTB), ficou atrás de Luciano Cartaxo, Cícero Lucena e Estela Bezerra (PSB).

Foi eleito senador em 2014 mesmo sem ter uma candidatura forte ao Governo da Paraíba que pudesse lhe favorecer na campanha. Ele superou Wilson Santiago (PTB) e Lucélio Cartaxo (PT) com 647.271 votos (37,12%).

Sua última disputa foi em 2018, novamente candidato a governador. Zé ficou em terceiro lugar com 335.604 votos (17,44%). João Azevêdo foi eleito ainda no primeiro turno:

Veja também:

Compartilhar