Sem vacina, professores não voltarão às salas de aula na Paraíba, diz sindicato

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep), Socorro Ramalho, falou em entrevista a uma emissora de rádio, nesta quarta-feira (10), sobre a retomada gradativa das aulas presenciais na Rede Estadual de Ensino. A partir do dia 1º de março os professores devem seguir a modalidade de aulas híbridas de maneira presencial e online.

A sindicalista informou que a categoria se recusa a voltar às aulas presenciais porque teme a propagação do Covid-19 nas unidades de ensino.

Acesse: Sem resposta da Prefeitura, servidores da Educação de Campina Grande decidem manter greve

“Nós professores decidimos desde o dia 15 de dezembro, em assembleia geral, que não vamos voltar às aulas presenciais sem estarmos vacinados. Não vamos aceitar ser cobaia e ir para o corredor da morte, porque é isso que estão querendo fazer conosco, colocar em sala de aula sem vacinação”, disse.

O governador João Azevêdo (Cidadania) publicou no início da semana o Plano Educação para todos em Tempos de Pandemia (PET-PB) no Diário Oficial do Estado, estabelecendo protocolos para o retorno gradual das aulas presenciais no Estado.

Saiba mais:

Compartilhar