Coração de José Maranhão parou de bater após oração da Ave Maria via telefone, revela esposa do senador

A desembargadora Fátima Bezerra falou, nesta quarta-feira (10), logo após o sepultamento do senador José Maranhão (MDB), sobre o último momento junto dele, instantes antes de sua morte. Ela se preparava para viajar a Brasília quando recebeu uma ligação da filha, a médica Maria Alice, informando que o pai já apresentava falência de alguns órgãos, mas o coração ainda batia.

No relato, Fátima conta que conversou com o Maranhão por telefone e rezou para ele ouvir. Ao final da oração, o coração do político parou de bater.

“Eu disse à minha filha: ‘vou rezar com ele a Ave Maria, coloca o telefone no ouvido dele’. Eu disse: ‘meu amor, desapegue não olhe para trás, o mundo é passageiro, na Terra só vale o bem que a gente faz. Estou sentindo que uma luz muito bonita está lhe chamando e essa luz é Jesus, não olhe para trás, olhe para frente e dê essa abraço em Jesus. Reze comigo a Ave Maria’. Quando eu disse ‘amém’, o coração dele parou de bater”, revelou a desembargadora.

Ex-governador e senador, José Targino Maranhão faleceu vítima das sequelas da Covid-19 na noite da última segunda-feira, dia 8, em um hospital particular de São Paulo. Seu corpo foi enterrado no túmulo da família em Araruna, após ser velado em João Pessoa com honras de Chefe de Estado.

Veja também:

Compartilhar