Quem já teve Covid-19 não está imune às novas variantes, alerta secretário de Saúde da Paraíba

O secretário Executivo de Estado da Saúde, Daniel Beltrammi, explicou nesta sexta-feira (12) que aquelas que pessoas que já foram contaminadas pelo novo Coronavírus podem ser reinfectadas pela nova variante e, mais uma vez, apresentar sintomas da Covid-19.

De acordo com a Secretaria de Saúde da Paraíba, a variante mais contagiosa do Coronavírus está em circulação no Estado. A confirmação veio após o sequenciamento genético de amostras com alta carga viral, dentro da rotina de enfrentamento da pandemia e monitoramento da doença no estado. São três pacientes confirmados até o momento.

Segundo o secretário, as variantes já descobertas possuem capacidade maior de escapar dos nossos anticorpos mesmo após ter sido diagnosticado pela doença. “Essas variantes, em aproximadamente metade dos que já tiveram Covid-19, o vírus conseguiu escapar das defesas que essas pessoas foram capazes de desenvolver”, revelou o secretário.

Beltrammi afirmou que o que foi descoberto até agora é que as variantes quando infectam as pessoas, normalmente, apresentam quadros de sintomas leves a moderados, não se tornando mais graves. “Estamos estudando ainda, assim como o mundo inteiro, e a ciência pesquisa qual é o efeito dessas variantes nas primeiras infecções, ou seja, no caso de pessoas que nunca foram exposta ao vírus”, alertou.

Para evitar a contaminação, seja pela primeira variante, seja pelas novas mutações, Beltrammi voltou a recomendar os cuidados que já foram repassados à população desde o início da pandemia. “A Covid-19 é uma doença evitável se a população usar a máscara, lavar bem as mãos e manter o distanciamento social estará protegida”, recomendou o secretário.

Veja também:

Compartilhar