Para brincar o Carnaval de 2022, é preciso se proteger em 2021, diz João Azevêdo

Proteção. Essa é a recomendação do governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), para o Carnaval de 2021. Em entrevista a emissora de rádio de João Pessoa, ele lembrou que é preciso manter os cuidados com a contaminação pela novo Coronavírus para proteger a si e a própria família.

Para João Azevêdo, o ‘não Carnaval de 2021’ é necessário para que no próximo ano, com a população vacinada, a festa seja celebrada normalmente. “Na hora em que não se cumpre o que é recomendado, a proteção pessoal, individual, evitar isolamento, o preço é cobrado posteriormente”, declarou o governador, lembrando que a Paraíba, até antes do período de campanha eleitoral, vinha reduzindo os números de casos e de mordes pela Covid-19.

João também destacou que para se proteger do Coronavírus é preciso evitar aglomerações, cuidar da higiene das mãos, usar máscara o tempo todo e compreender o momento que o mundo inteiro atravessa.

O governador criticou duramente aqueles que contestam a credibilidade da vacinação e cobrou da população a manutenção dos cuidados para que, desta forma, o Carnaval do ano que vem seja possível de ser celebrado. “Desestimular a vacinação é um crime que estão cometendo contra a população. Só há uma forma de vencermos essa doença, é com a vacina. Eu espero que a população tenha essa compreensão e se quiser brincar o Carnaval de 2022, que se proteja em 2021”, resumiu.

Veja também:

Compartilhar