MP apura denúncia de irregularidades no sepultamento de vítimas da Covid-19 em Campina Grande

A Promotoria do Meio Ambiente, em Campina Grande, instaurou um inquérito civil público para apurar possíveis irregularidades no sepultamento de vítimas da Covid-19. A denúncia é de que sepultamentos, ocorridos no ‘Cemitério do Santíssimo’, na Vila Cabral, não estariam cumprindo os protocolos de segurança para evitar a transmissão do vírus.

A portaria do procedimento foi publicada nesta quarta-feira (24). O documento não contém, porém, quais medidas estariam sendo descumpridas, especificamente.

O promotor Eulâmpio Duarte informou que solicitou que equipes da Saúde façam uma inspeção no local, para verificar o cumprimento dos protocolos. “A informação é de que não estaria havendo o devido cuidado. As ruas são perto do cemitério e as pessoas ficam com receio”, declarou.

Confira o documento na íntegra:

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Outro lado

A Secretaria de Saúde de Campina Grande esclareceu que “a pasta é responsável por elaborar as diretrizes para a realização dos procedimentos de sepultamento de vítimas da Covid-19, ficando a cargo da administração dos cemitérios e das agências de serviço funerário o atendimento às exigências”.

Ainda conforme a Secretaria, “o protocolo elaborado pela Direção de Vigilância em Saúde do município estabelece, entre outras questões, o uso de EPIs por parte de coveiros e agentes, o isolamento do corpo e a realização de velórios no menor tempo possível e com o menor número de pessoas”.

“A Secretaria de Saúde fornece equipamentos como máscaras, luvas e capotes impermeáveis à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, inclusive, para essa finalidade. As pastas vão se reunir para avaliar a denúncia”, complementa a nota.

Veja também:

Compartilhar